Competition / Competição 

Sou competitiva desde criança! Não é defeito,  é feitio. 

Quando saí do infantário já sabia ler. O que me deixou numa posição de vantagem comparativamente aos meus colegas que ainda nem as letras reconheciam. Este adiantamento valeu muitas secas. O meu ritmo era diferente. Acabava sempre por esperar pelos outros para ver o fim do exercício, ainda que lá chegasse muito tempo antes. E lá ficava eu entediada a observá-los concentrados no seu labor. 

Na leitura era idêntico. Enquanto eu lia fluentemente, os meus colegas somavam letras para chegarem a sílabas. Às sílabas acrescentavam sílabas até formarem palavras. Palavra atrás de palavra descobriam as frases. E esta aprendizagem vagarosa repetia-se dia-após-dia. 
Parte da minha escolaridade desenrolou-se num ensino que alimentava esta minha tendência natural. Os testes eram entregues por ordem crescente ou decrescente das notas. Estudava com o alvo de estar sempre nos três primeiros nomes ou nos três últimos, respectivamente. Consoante a média das notas de todas as disciplinas, era atribuído a cada aluno um louvor. Podíamos receber felicitações, por termos uma média constante e acima dos 15 valores numa escala de 0 a 20, encorajamentos, caso o nosso esforço fosse notado e a média estivesse acima de 10 e abaixo dos 15. Haviam outros louvores, mas não me recordo deles. Curiosamente só fixei os melhores! 

Na faculdade descobri o individualismo. Não era eu e os outros, era só eu. 

– Vocês são todos adultos estão aqui porque querem. Quem quiser assistir às aulas, assiste. Quem não quiser, não assiste. 

De repente, ía ter concorrentes que nem iria conhecer… E que na verdade não se importavam se estavam acima ou abaixo da média.Esta falta de concorrência direta, inicialmente, desmotivou-me bastante. Afinal, durante todo o ensino até então, tinha sido encorajada a olhar para o melhor elemento da turma a fim de criar um ponto de partida. De repente, não tinha referência, a não ser a mim mesma. 

Custou-me algum tempo mudar esta forma de estar. Dias, meses, anos entre a motivação e a desmotivação. A segunda ganhou algumas vezes a primeira. Cheguei a provar o amargo das notas bem abaixo das que estava habituada. Percebi que o excesso de confiança é inimigo do rigor. Entendi melhor que sem  um esforço constante, regular, diário, atingiria pouco ou nada. Tive a certeza de que sem alvos, a longo ou a curto prazo, rumamos em direção aos nossos apetites. Enfim, a frustração deu-me pano para mangas. A frustração e a baixa auto-estima. 

Hoje, passados já alguns anos, já não estudo em escolas ou universidades, mas continuo a procurar aprender, saber sobre o que me interessa e sobre o que poderá ter interesse. E continuo diariamente a constatar o que descobri na altura. Para sermos excelentes, para sermos os melhores, não precisamos de nos comparar a ninguém, a não ser ao melhor de nós próprios. 

Não acabei o curso por variadas questões. Mas no terceiro ano, o meu último, atingi notas que só no secundário tinha tido o orgulho de receber. Não sei se fui a melhor comparativamente aos outros. Quando fui ver as notas, só vi mesmo as minhas! E qual não foi a alegria de ver que o melhor de mim era muito satisfatório!

Entrei na faculdade com inseguranças, muitas, e saí sem canudo, mas com a confiança de levar a bagagem pessoal necessária para abraçar o que viesse. 

Confesso que não deixei de competir… continuo a fazê-lo comigo mesma!

Sou competitiva desde criança! Não é defeito,  é feitio. 

Anúncios

2 thoughts on “Competition / Competição 

  1. Quando leio os teus textos há sempre, pelo menos, uma frase com a qual me identifico muito….(daí dizer que és muito certeira) uma frase que volto atrás para reler. Aquela frase que, chegando ao fim do texto, continuo a pensar nela! No caso deste texto é : “Para sermos excelentes, para sermos os melhores nao precisamos de nos comparar com ninguém, apenas com o melhor de nós próprios!”
    Gosto de te ler! Tenho dito😊😊 😘😘

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s